Todas as Referências Culturais de Gilmore Girls – T1, E2

Por Alita.

Lorelai e Rory preparam-se para o triunfal início de Rory em Chilton. E tudo dá mais ou menos errado, mas no final melhora.

1) Lorelai está pintando as unhas do pé de Rory de vermelho, porque meninas de colégio particular são más e meninas más têm unhas vermelhas, argumenta Lorelai. Todo sentido nenhum. Lane chega correndo e gritando sobre seu novo CD da banda XCT, Appple Venus Volume 2 e foda-se a unha de Rory, vamos escutar XTC.

Nunca ouvi falar dessa banda então fui dar uma googlada. XCT foi uma banda britânica de new wave e rock alternativo (todo sentido todo a empolgação da Lane) formada em 1976. Os maiores hits da banda são Making Plans For Nigel“, de 1979, “Senses Working Overtime“, de 1982, e “Dear God“, de 1986. A banda parece que acabou em 2006, mas, segundo a wikipédia, de um jeito não oficial. Andy Partridge (guitarra e vocais) apenas anunciou que Colin Moulding (baixo e vocal) não estava mais interessado em compor, nem gravar músicas. E era isso.

Apple Venus Volume 2 (ou Wasp Star) é o último CD lançado da banda, em 2000. O álbum é composto de 12 faixas criadas para projetos anteriores, mas que haviam ficado de fora por falta espaço. A música que aparece na trilha desse episódio é I’m the Man Who Murdered Love, a sexta faixa do álbum. Além dessa pelo menos outra já foi trilha de outra série famosa. Stupidly Happy, a segunda faixa do álbum, apareceu em um episódio da série britânica Skins. Que por sinal é muito boa e tem ou tinha na Netflix. Acabei escutando várias faixas da banda e curti. Já entrou na minha playlist “as coisas não tem o menor sentido” do spotify.

2) O despertador chinês felpudo de Lorelai não desperta. Ela não consegue fazer tudo que tinha planejado fazer que basicamente era buscar as roupas na lavanderia para basicamente ter roupas para vestir. Ao que parece o único figurino disponível no armário de madre Gilmore era o look Expointer ou Barretos, com bota e tudo. As duas chegam em Chilton e ficam embasbacadas olhando a arquitetura do edifício em estilo meio gótico, com as esculturas de quimeras nas gárgulas do telhado, tipo catedral de Notre-Dame.

Eu me lembrava dele menor…”, diz Rory.

É…e menos…”, divaga Lorelai.

Off with their heads”, completa Rory.

Referência não muito explícita ao livro Alice no País das Maravilhas, de Lewis Caroll. “Off with their heads” (cortem fora suas cabeças) é uma frase célebre da Rainha de Copas (ou Rainha Vermelha). Mas, anteriormente, Shakespeare já havia usado frase semelhante (Off with his head) em várias peças, como Henrique VI. A frase remete ao ethos das dinastias autoritárias, cuja a contrariedade era cruelmente reprimida com o descolamento do órgão responsável pela razão e consciência do resto do corpo. Uma punição ao pensar. #Filosofei. A frase se notabilizou na boca de Helena Bonham Carter, a Rainha Vermelha absoluta da adaptação de Tim Burton para as telas. No diálogo, Rory parece confusa sobre o tamanho do prédio e no livro há também o fato de que Alice cresce muito modificando a sua percepção sobre os objetos.

3) Lorelai parece olhar atentamente para o alto do prédio e Rory pergunta o que ela está olhando.

Ahh…só estou tentando ver se há um corcunda na torre do sino”

capa da primeira edição de O corcunda de Notre-Dame

Essa foi quase explícita. Prédio gótico, quimeras e demônios ornamentando o telhado, “Cortem fora suas cabeças”. Só tá faltando mesmo um corcunda nessa Notre-Dame. “O corcunda de Notre-Dame” é um dos romances mais famosos de Victor Hugo e foi escrito em 1831. O romance narra os auspícios (palavra do dia) do corcunda Quasímodo que vive isolado do mundo em um campanário de Igreja. Quasímodo se apaixona por Esmeralda, uma jovem e bela cigana que luta contra a sociedade do século XV. A história já foi adaptada para ópera, teatro e cinema. No cinema, a história recebeu várias versões. Em 1939, Charles Laughton interpretou Quasímodo e Maureen O’Hara encarnou Esmeralda. Em 1997, foi a vez de Salma Haiek interpretar Esmeralda e Mandy Patinkin (o maravijoso Saul de Homeland), ser Quasímodo. E um ano antes, a Walt Disney lançara a versão animada e musical do romance. Com um final bem mais fofinho, claro.

4) Lorelai se despede avisando a Rory para ligar ser houver problema. A garota faz um charminho e diz que a mãe precisa entrar na escola no primeiro dia de aula dela (pais acompanhando filhos até a sala de aula no ensino médio é muito sinistro, quer dizer gótico). Lorelai nega graciosamente o convite.

Não! Eu estou parecendo aquela garota de The Dukes of Hazzards”.

The Dukes of Hazzards foi uma série exibida entre 1979 e 1984, nos EUA. A trama gira em torno dos primos, Bo e Luke Duke que produziam uísque clandestinamente, uma tradição familiar. A prima Daisy Duke era uma das personagens e era garçonete no bar “Ninho do Javali”.

A série foi adaptada para o cinema em 2005. No Brasil, ganhou o nome de “Os gatões, uma nova balada”, estrelado por Jessica Simpson (Daisy Duke), Johnny Knoxville (Luke Duke) e Seann William Scott (Bo Duke).

5) Depois de Lorelai sofrer muito bullying de sua mãe pelo figurino escolhido, Rory é entrevistada pelo diretor da escola. Ele pergunta sobre suas atividades sociais.

Estive no clube de alemão por um tempo, mas eramos só três pessoas. E dois saíram depois de ver A lista de Schindler”.

Um clássico desses, bicho. No filme Oskar Schindler abdica de toda sua fortuna para salvar a vida de dezenas de judeus. O filme recebeu sete Oscar, incluindo de melhor filme e melhor diretor, além de outros prêmios. Em 2007, o American Film Institute elegeu “A lista de Schindler” o oitavo melhor filme da história do cinema estadunidense.

6) Rory, então, informa ao diretor sua grande referência de vida. Christiane Amanpour. Amanpour foi correspondente chefe da CNN internacional de 1992 até 2010. Desde 2009 tem seu próprio programa de entrevistas de 30min de duração. Amanpour ficou famosa por ter tido uma rusguinha ao vivo com um sujeito chamado Yasser Arafat. A jornalista o entrevistou por telefone e o falecido líder palestino ficou bravo com uma pergunta e desligou na cara dela.

7) O diretor se surpreende com a referência profissional de Rory.

Não Cokie Roberts?”

Não”

Nem Oprah, Rosie e nenhuma das mulheres do The View?”

Puta cara chato, meu. Cokie Roberts é uma escritora e jornalista norte-americana que recebeu inúmeros prêmios, além de um Emmy por sua reportagem “Who is Ross Perot?”. Oprah todo mundo sabe quem é. The View é um talk-show diário do canal ABC. O programa está no ar desde 1997. Seu formato foi concebido por Barbara Walters e Bill Geddie e consiste em uma bancada formada por mulheres que discutem vários temas sociais, político, culturais e outros. Uma espécie de Saia Justa num formato menos aconchegante, mas mais hilário. Rosie O’Donnell é uma atriz, comediante, escritora, além de ativista dos direitos LGBT. Ela esteve na bancada do programa entre 2006 e 2007. Atualmente Whoopi Goldberg integra a bancada.

8) O trio maravilha Paris, Madeline e Louise está escondido entre arbustos lendo a ficha de Rory. Paris descreve geograficamente onde fica Stars Hollow.

Vá a Oeste, vire à esquerda no monte de feno e siga as vacas”

Uhh, uma Dixie Chicks”

Dixie Chicks é uma banda country formada pelo trio Emily Robison, Martie Maguire e Natalie Maines. A banda é um dos grupos femininos de maior sucesso de todos os tempos e já vendeu 30 milhões de álbuns só nos EUA. Mas, of course, Louise não estava se referindo aos dotes musicais de Rory. Ela estava basicamente a chamando de caipira. Garotinha enojada. Dixie Chicks é tão fófis.

9) Arbustos em séries ou cinemas é quase meio caminho andado para a próxima referência. Madeline então diz.

I hate Nature!

A frase é uma linha clássica do clássico roteiro do clássico filme “Os Goonies”. Lembram? Gordo está fugindo para pedir ajuda e atravessa vários arbustos para chegar na estrada e parar algum carro. Sandra Bullock em “A proposta” também lança mão dessa fala. Um clássico.

10) A senhora Patti está dando aula de Ballet. Lorelai passa vestindo o look sensualizando em Barretos e recebe a décima nona gongada do dia. Patti volta a dar aula e percebe que as meninas estão tirando a malha.

Não, fiquem com as malhas. Aqui não é o Brasil”

Uma “lindinha” referência a nossa “maravilhosa” cultura peladística.

11) Rory está tendo sua primeira aula e é simplesmente bombardeada com inúmeras referências literárias. Tolstói, Dickens, Dostoievski, George Sand, Balzac, enfim, o rodo dos escritores de renome internacional passou por cima da garota.

Liev (ou Leo) Tolstói é o escritor Russo apenas que autor de “Anna Karenina” e “Guerra e Paz”. O primeiro mergulha fundo na psicologia da adúltera Anna, esposa do Conde Karenin, e faz um dos retratos femininos mais complexos da Literatura mundial. Na abertura do livro está uma das frases mais célebres da obra: “Todas as famílias felizes são iguais. As infelizes o são cada uma a sua maneira”. Uwoou. “Guerra e Paz”é um romance sobre a história da Rússia na época das invasões napoleônicas. 

Fiódor Dostoiévski é outro gigante russo. Escreveu os monumentos “Crime e Castigo”, “Os irmãos Karamazov”, “Notas do subsolo” e vários outros. “Crime e Castigo” acompanha a história do jovem estudante Raskólnicov que após cometer um assassinato se vê atormentado pelo crime e perseguido pelos seus próprios pensamentos. A obra influenciou pensadores do quilate de Nietzsche, Sartre, Freud, além de escritores como George Orwell e Aldous Huxley. “Os irmãos Karamazov” narra a história de uma família atormentada comandada pelo patriarca mesquinho Fiódor Karamazov. Freud considera a maior obra da história e um dos mais importante retratos do embate entre pai e filho que fundamenta sua teoria sobre o Complexo de Édipo. “Notas do Subsolo” é um romance pequeno de Dostoiévski e é considerado a primeira obra existencialista. O subsolo é o inconsciente. Ao longo da obra há várias reflexões totalmente excelentes. Olha essa:

“Todo homem tem algumas lembranças que ele não conta a todo mundo, mas apenas a seus amigos. Ele tem outras lembranças que ele não revelaria nem mesmo para seus amigos, mas apenas para ele mesmo, e faz isso em segredo. Mas ainda há outras lembranças em que o homem tem medo de contar até a ele mesmo, e todo homem decente tem um considerável numero dessas coisas guardadas bem no fundo. Alguém até poderia dizer que, quanto mais decente é o homem, maior o número dessas coisas em sua mente.”

Charles Dickens foi um romancista inglês da era vitoriana e escreveu os célebres “Grandes Expectativas”, “Oliver Twist” e “David Copperfield”. “Grandes Expectativas” narra a história do jovem Pip e seus dilemas após mudar de classe social sem esforço algum. O livro recebeu dezenas de adaptações. A mais recente é de 2012 e foi estrelada por Jeremy Irvine e Helena Bonham Carter, mas talvez a mais famosa ainda seja a versão moderna de 1998 com Ethan Hawke e Gwyneth Paltrow. “Oliver Twist” relata as aventuras de um jovem órfão. Nessa obra o autor retrata o fenômeno da delinquência como consequência de condições de vida precária. Uma abordagem social bastante polêmica para época. O livro também foi diversas vezes adaptado, destaca-se a versão do famoso diretor Roman Polanski, em 2005. “David Copperfield” é uma trama de maturação e acompanha a vida de David da infância até a maturidade. Em 1935, George Cukor levou o livro para as telas de cinema. 

George Sand era o pseudônimo de Amandine Aurore Lucile Dupin e é considerada a maior escritora francesa de todos os tempos. A autora tem uma vasta produção, destacam-se “Lélia”, “Indiana” e “Taverino”. Honoré de Balzac é o autor de “A mulher de trinta anos” (daí a expressão “balzaquiana”), “Ilusões perdidas”, entre outros.

UFA. Estuda Rory. Vai ser dureza.

12) Lorelai acaba de dispensar Kirk (que não se apresenta como Kirk) após ele ter sido chamado por sua mãe para instalar uma internet mais rápida em sua casa. Os vizinhos perguntam se há algum problema.

Nada que Shakespeare não pudesse transformar em uma boa peça”, responde Lorelai.

Referência explícita ao célebre autor britânico William Shakespeare, pai das maiores tragédias familiares da Literatura Universal. Em “Hamlet” vemos como o príncipe Hamlet tenta vingar a morte de seu pai, que fora assassinado pelo seu próprio tio. Em “Macbeth” vemos um general leal ao seu Rei ser dominado por sua ambiciosa esposa que o convence a matar o Rei para ocupar seu trono. Em “Otelo” vemos muita inveja, traições e rivalidades entre Otelo e sua esposa Desdêmona e outros personagens. E em “Gilmore” vemos o exercício do poder de manipulação e humilhação de uma mãe aristocrática para se vingar de sua filha suburbana que negou sua linhagem nobre.

13) Lorelai despeitada por ver sua mãe invadindo sua vida vai peitar Emily no cabeleireiro e apenas que faz a melhor propaganda do mundo da internet discada.

Gostamos de internet lenta, ok? Podemos ligar, passear, dançar um pouco, fazer um sanduíche. Com ADSL não tem dança, nem passeio e morreríamos de fome. Seria só trabalho sem lazer. Você não viu O Iluminado, mãe?”

O Iluminado é o clássico filme de Stanley Kubrick, baseado no romance homônimo de Stephen King. No filme o escritor Jack Torrance vai com sua família para um hotel isolado e fechado na esperança de curar seu bloqueio criativo. Bom, a coisa não sai bem como planejado. Muito trabalho, pressão para produzir, hotel abandonado e um pouco mal-assombrado…Jack acaba perdendo um pouco o contato com a realidade e vira um querido maníaco homicida que tenta matar toda sua família. Não é que internet discada tem suas vantagens!

14) O dia está acabando e Rory está cabisbaixa contando sobre os problemas na escola e com suas colegas. Lorelai tenta ajudar a garota.

Quer que eu fale com alguém? Um pai, um professor, um cara forte chamado Moose?

Essa eu peguei no blog gringo. Marmaduke Merton Matowski é o nome completo de “Moose” Mason. Ele é um personagem da série de quadrinhos “Archie”, considerado a turma da mônica norte-americana. Moose é um atleta popular bastante avantajado fisicamente e um dos melhores amigos de Archie. Archie sempre pede ajuda a Moose quando alguém ameaçador é necessário para resolver alguns probleminhas.

And durmam em paz garotas. O dia foi exaustivo. 

Ah, na trilha sonora não creditada tem mais Sam Phillips.

****

Gostou?

Ajude a manter o blog. Faça uma doação qualquer. \o/

Banco do Brasil – AG: 1899-6/Conta: 44.565-7

Alessandra G. Fagundes Verch – cpf: 011.083.270-10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s