Peninha do racismo

Por Bruna Stephanou.

Não entendo da conjuntura futebolística e tenho sérios problemas em relevar fanatismos por times, então vou me ater ao preconceito racial na mídia que se prestou a divulgar o caso do goleiro aranha. Sim, desculpem-me, estou atrasada no assunto, mas não achava que havia mais ângulo a ser explorado nessa história, até que…

O jornalista Eduardo Bueno, mais conhecido como Peninha, chamou minha atenção em uma declaração infeliz. Revelou seu pensamento de que o goleiro Aranha havia demorado muito para perdoar a menina que o chamou de macaco.

Olha, sei que o jornalismo está longe de ser imparcial e que muitas opiniões são dadas sem perguntas acerca das mesmas (como eu faço aqui, por exemplo), mas temos que desmembrar essa questãozinha aí!

Centenas de anos de escravidão, outras centenas de anos de discriminações, marginalizações e violências e esse jornalista branco vêm dizer que um negro demorou muito pra perdoar uma menina branca que o chamou de macaco porque Gandhi perdoou todos seus torturadores?! Tu tá de brication comigo? Qual é o tempo que voismicê acha justo? Meia horinha, tá bom?

Está fácil chegar à unanimidade de que esta declaração, além de compactuar com o preconceito no sentido de ignorar o negro como ser possuidor de sentimentos (acha exagerado? Reflita.), também favorece com o desvirtuamento da atenção, passando a tratar os agentes da situação como meros personagens de uma má história.

Não quero nem saber se vocês sentem pena da garota, ou se Peninha sente peninha da garota. Ela cometeu um crime previsto na Constituição Federal de 88, e peninha não é atenuante de crime algum. Depois, as merdas que ela falou, sinceramente, problema é dela não do Aranha.

Peninha não cometeu crime nenhum, mas foi de caso bem pensado, um declarante de insensibilidade, amoralidade e extrema falta de ter o que falar. Não sei vocês, mas Gandhi perdoou seus agressores, Aranha demorou pra perdoar a menina, Peninha não perdoou Aranha e eu não perdoei Peninha. Ponto.

Anúncios

4 opiniões sobre “Peninha do racismo”

  1. Excelente post!!!! SHOOOOOW de bola… Seu post me fez lembrar da frase:

    “Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo.” Malcolm X

  2. Oi, então… eu concordo que se ele perdoasse rápido demais a questão não seria levada a sério. Acho que ele fez certo, perdoou quando achou que deveria, e, apesar que guardar rancores nunca é bom (ou “certo”, dependendo do ponto de vista), eu compreenderia plenamente se ele decidisse NUNCA perdoar também.

    Agora usar a escravidão como argumento é complicado viu… Acha certo culpar os filhos pelos erros do pai? O que diz sobre culpar uma raça inteira pelos erros de seus antepassados de mais de 200 anos atrás? Isso sim é racismo. É o mesmo que dizer que todo brasileiro branco já nasce culpado ou com um peso por algo que não fez. Tomo a mim mesmo como exemplo: sou branco, meu irmão é negro, nunca tomei nenhuma atitude racista e sempre achei isso coisa de babaca, tanto que reprovo com o maior prazer qualquer atitude dessas que apareça. Porém, não fale como se um branco devesse algo a um negro por causa da escravidão. Deve respeito, porque é uma pessoa, não porque é negro. O próprio Aranha fala disso nesse vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=ZNQr9Mws9uk a partir de 20:25, por sinal ele ganhou ainda mais o meu respeito depois dessa entrevista. E outra: PRATICAMENTE NENHUM NEGRO EXISTENTE HOJE NO BRASIL SOFREU COM A ESCRAVIDÃO. Podem ter sofrido as consequencias delas, mas não levaram chicotadas pra trabalhar em engenho, então não fale como se fosse essa a realidade. Da mesma forma, 99,999% dos brancos brasileiros hoje, não são senhores de engenho e não saem comprando escravos por aí. A escravidão é uma página virada. Pode ter resquícios sobrando por aí… mas é uma página virada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s