É reciclável ou não?

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlguns materiais inutilizados geram bastante dúvidas na hora do descarte. Se devem ser colocados junto a materiais recicláveis ou se devem ser colocados no lixo comum é uma dúvida corriqueira.

Aqui vão alguns respostas sobre a correta destinação de diversos materiais. Mas primeiro, alguns esclarecimentos são importantes:

#Quase todos os materiais podem ser reciclados ou reutilizados, mesmo materiais orgânicos (restos de alimentos, papéis engordurados, etc) podem se transformar em terra fértil através do processo de compostagem (para saber mais veja esse vídeo). Além de útil, principalmente para quem possui jardim, é ecológico. A compostagem impede que o chorume (um líquido poluente originado através da decomposição da matéria orgânica) infiltre-se na terra e nas águas subterrâneas as contaminando. Esse processo nada mais é do que uma forma de reciclagem da matéria orgânica.

#Com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010) todas as prefeituras deverão implementar a coleta seletiva e compostar as matérias orgânicas geradas, erradicando, até 2015, todos os lixões do Brasil. Mas nós podemos começar antes.

Outros materiais que por diversos fatores não podem ser reciclados a fim de se constituir, novamente, sua matérias original podem ser resignificados e reutilizados. Ou seja, podem ser transformados artesanalmente em outros objetos, bonitos e úteis, como por exemplo abajures, poltronas, mesas de escritório, camas, etc. (Já escrevemos uma matéria com dicas super úteis e interessantes, para ler clique aqui).

1) Óleo de cozinha

É reutilizável. É utilizado na fabricação de tintas, sabão, detergentes e biodiesel. Jogar pela pia é um erro, pois causa uma série de danos desde à encanação até ao tratamento da água. O óleo utilizado deve ser armazenado e destinado a postos de coleta (clique aqui e descubra o ponto de coleta mais perto de sua casa).

2) Vidros

A maioria dos vidros são recicláveis (exceto os utilizados em serviços de saúde, para resíduos radioativos, perigosos e os do item 8, logo abaixo). Mas antes precisam ser limpos. Se não forem colocados em lixeiras específicas (as lixeiras verdes, segundo a resolução conama sobre coleta multiseletiva), deve-se informar na sacola ou embalagem em que estão que trata-se de vidro a fim de evitar danos aos catadores. No caso de vidro quebrado é necessário protegê-lo com jornal ou caixa e, também, identificá-lo.

3) Plásticos

Tampas plásticas, sacos (de arroz, feijão, pão, leite…), sacolas plásticas, garrafas de refrigerante, de água, de sucos, a parte de fora de canetas esferográficas, capas de CD e DVD, embalagens de detergente e de produtos de beleza (limpas), potes de requeijão, de maioneses, etc. são recicláveis. Objetos como cabos de panela, tomadas, teclados de computador e acrílicos não são recicláveis, mas podem se transformar em outros objetos. Veja alguns exemplos:

Teclas de computador transformadas em imã
disco-de-vinil-na-decoracao-29299
Disco de vinil transformado em uma estilizada travessa
20090506_keybags
Bolsa feita com teclado de computador

4) Papel de Alumínio

Alumínio é reciclável, portanto os papéis também o são. Porém, devem ser limpos. Uma lavada rápida para retirar os resíduos de comida (ou outros) é necessário. Uma curiosidade: o alumínio é o campeão de reciclagem no País, com índice de 90% de reciclagem, segundo os Indicadores de Desenvolvimento Sustentável de 2010, do IBGE.

5) Papéis sujos

Devem ser compostados. Embalagens de pizza, caixas de cereais, caixas de ovos podem ser compostadas, mas devem ser  picadas antes. Filtros de café usados, guardanapos, lenços de papel e copinhos de papel sujos também devem ser destinados à compostagem. Um lembrete: o rolinho do papel higiênico é lixo seco, ou seja, é reciclável. Mas pode ser compostado também, assim como os rolos de papel toalha, se forem picados.

6) Outros Papéis

Fotografias, papel celofane, papel metalizado, papel carbono, parafinados ou plastificados não são recicláveis. Fitas e etiquetas adesivas também não são recicláveis. Portanto evite-as. As fitas adesivas, por exemplo, tem o suporte constituído de cloreto de polivinil (PVC) e o adesivo à base de cola sintética e a esses materiais ainda se juntam solventes para a aplicação no suporte. Já há opções mais ecológicas, sem solventes, mas mesmo nestas a reciclagem ainda é um problema.

Sugestão 1: Evite ao máximo fitas adesivas.

Sugestão 2: Compre leite em saquinho, lave-os após o uso e destine à reciclagem. Evite as caixinhas tetra-pak. Embora úteis elas não são ecológicas, seu processo de reciclagem é extremamente complexo, pois elas são constituídas de seis camadas (papelão, alumínio e 4 de plástico), prensados à quente formando um único produto. Por isso dependem de sistemas específicos de tratamento para a separação de seus materiais.

7) Isopor

Evite. Tanto o processo de coleta, quanto a reciclagem do material são complexas. Como é muito volumoso, o transporte acaba sendo caro e inviável. Para se tornar viável as quantidades devem ser grandes e muitas cooperativas não estão preparadas (a maioria nem se interessa pelo material). O melhor a fazer é evitar ao máximo embalagens de isopor.

8) Outros materiais

Cerâmica, porcelana, espelhos, vidros temperados, vidros refratários, vidros especiais, cristais, lâmpadas, etc, não são recicláveis, mas se usarmos a criatividade podemos encontrar soluções ecológicas para a reutilização desses materiais:

Lâmpadas transformadas em vasinhos de flores
tumblr_mg8frkTDCt1rnvuubo4_1280
lâmpadas transformadas em potes de temperos

Aviso importante: separar de forma incorreta o lixo é um problema grave, pois prejudica a qualidade do produto final reciclado e pode, até mesmo, quebrar a máquina que processa o material. Alguns exemplos corriqueiros de contaminação do lixo reciclável são as cerâmicas, a terra e as louças. Esses materiais são, normalmente, destinadas para a reciclagem junto com o vidro. No entanto como esses materiais não são fundidos como o vidro, formam pedras no produto final, ocasionando quebra espontânea do material.

 

_______________________

Se você curte a Pitanga e quer contribuir para a manutenção do blog, você pode fazer uma doaçãozinha qualquer para a conta a seguir. Ajuda vai! Vamos manter o blog vivo!

 

Banco do Brasil

AG: 1899-6

Conta: 44.565-7

Alessandra G. Fagundes Verch

(cpf: 011.083.270-10)

Anúncios

6 opiniões sobre “É reciclável ou não?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s