As melhores tirinhas de Joan Cornellà: politicamente incorretas ou nonsene?

Cada vez mais, vem se popularizando na internet um artista um tanto quanto estranho. Seu nome é Joan Cornellà, um espanhol que vem se destacando com seu trabalho postado, frequentemente, em seu blog oficial. Cornellà é o criador das tirinhas de humor (?) mais nonsense da atualidade, e olha que a disputa anda acirrada.

É difícil definir o trabalho “artístico” (talvez sem aspas mesmo) do espanhol, mas a expressão doentio dá uma boa ideia do conteúdo de sua obra. Como é de se esperar, o artista divide opiniões, é tanto admirado, quanto criticado, por muitos. No entanto, é bem verdade, que seu fãs vem se multiplicando pelo mundo.

A obra de Cornellà por vezes, não raro, flerta com o machismo e com o racismo, já a violência gratuita está em quase todas as tirinhas. São histórias esdrúxulas e, as vezes, completamente sem sentido.game

A coisa é triste, ao passar os olhos quadro a quadro chega-se ao final da tirinha sem conseguir conter a gargalhada enorme, logo em seguida vem a auto-censura. Talvez, seja exatamente isso que motive o artista, brincar, ou debochar de nosso valores, censuras e incoerências. Pois, seu traço, assim como as expressões de seus personagens, parecem mais um deboche (ou a ridicularização) de valores problemáticos, do que a reafirmação dos mesmos. Dessa forma, parece que Cornellà consegue manter alguma distância do humor imoral, ou preconceituoso (ou não).

Para quem ainda não conhece o trabalho de Joan Cornellà dê uma boa olhada abaixo e deixe seu comentário. Gostou? Odiou?

 _________________________

Se você curte a Pitanga e quer contribuir para a manutenção do blog, você pode fazer uma doaçãozinha qualquer para a conta a seguir. Ajuda vai! Vamos manter o blog vivo!

 

Banco do Brasil

AG: 1899-6

Conta: 44.565-7

Alessandra G. Fagundes Verch

(cpf: 011.083.270-10)

Anúncios

Uma opinião sobre “As melhores tirinhas de Joan Cornellà: politicamente incorretas ou nonsene?”

  1. O artista é maluco, Beethoven era maluco e outros destaques também e eu gosto de malucos! Mas algumas tirinhas de violência, caso seja assim que se pode dizer de algumas, eu não consigo entender, enfim, a arte de um maluco é para se apreciar e refletir, e não discutir se é violento ou não, isso é bom porque o artista sabe que é um professor na arte de conduzir ao espírito crítico mesmo não chegando a uma conclusão, um bem que nos faz e não nos damos conta, até quando isso acontecer ele já terá sido julgado demasiadamente. Eu gosto também porque as discussões criam um caos, e eu gosto de caos, é coisa de maluco, enfim, eu também sou maluco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s