Confira o balanço do Festival de Berlim 2013

Por Alessandra Verch.

A 63ª edição do Festival de Berlim, que ocorreu do dia 7 ao dia 17 de fevereiro de 2013, exibiu em suas diversas seções, fóruns e mostras mais de 400 filmes do mundo inteiro. O Festival de Berlim é um dos principais eventos de cinema do mundo. Nele são contempladas tanto produções indústrias, quanto o cinema artístico e autoral.

O Júri do Festival foi liderado pelo renomado diretor chinês Wong Kar Wai, diretor de Felizes Juntos e Amor à Flor da Pele.júri ainda teve, entre seus membros, o ator norte-americano Tim Robbins, com o diretor alemão Andreas Dresen, a cineasta iraniana Shirin Neshat, uma expoente na luta contra as censuras e restrições do governo de Ahmadinejad, a cineasta dinamarquesa Susanne Bier, o diretor de fotogradia Ellen Kuras e a produtora e diretora grega Athina Rachel Tsangari. “Estamos a serviço do cinema, não o julgamos. Assumimos como uma tarefa emocional, acima de tudo”, assim Wong Kar Wai resumiu o papel do júri nessa edição.

Pela primeira vez no festival, o corpo de jurados foi composto por uma maioria de mulheres: quatro dentre sete jurados. As mulheres também estvam em maior proporção no tapete vermelho do festival.

A seleção oficial foi composta por 19 filmes em sua mostra competitiva , filmes de Gus Van Sant, Steven Soderbergh, do iraniano Jafar Panahi e do bósnio Danis Tanovic estvam entre eles. Soderbergh já afirmou que irá parar de filmar após “Side Effects”, longa que tem entre seus protagonoitas Jude Law e Channing Tatum e aborda a temática do mercado norte-americano das drogas.

Clique nas fotos e veja a sinopse dos 19 concorrentes:

O festival teve sua abertura com o filme The Grandmaster, filme fora da mostra competitiva e dirigido pelo presidente do júri, Wong Kar Wai. “The Grandmaster”, é uma história de amor, traição e artes marciais.

Na mostra panorama, seção que exibiu o único longa brasileiro no festival (ler aqui), foram exibidas 52 produções. Entre os longas da mostra estavam uma produção sobre o Pirate Bay, a plataforma sueca de compartilhamento de arquivos, o documentário Narco Cultura, que aborda o universo musical de exaltação à criminalidade no México e Born This Way, documentário dirigido por Deb Tullmann que retrata a vida perigosa de gays e lésbicas em Camarões.

Ainda, merece destaque a participação numerosa de filmes do leste europeu, ao total foram seis produções, entre elas a produção russa A long and happy Life, de Boris Khlebnikov e a romena Polizia Copilului (Child’s Pose), de Clin Peter Netzer. 

Confira a lista dos grandes premiados:

Melhor Filme – Urso de Ouro
“Child’s Pose”, de Călin Peter Netzer

Grande Prémio do Júri
“An Episode in the Life of an Iron Picker”, de Danis Tanović

Prémio Alfred Bauer – Novas Perspetivas
“Vic+Flo Saw a Bear”, de Von Denis Côté

Melhor Realizador
David Gordon Green por “Prince Avalanche”

Melhor Atriz
Paulina García em “Gloria”

Melhor Ator
Nazif Mujić em “An Episode in the Life of an Iron Picker”

Melhor Argumento
Jafar Panahi por “Closed Curtain”

Maior Contribuição Artística e Técnica
Aziz Zhambakiyev por “Harmony Lessons”

Menção Honrosa – Melhor Filme
“Promised Land”, de Gus Van Sant
“Layla Fourie”, de Pia Marais

Menção Honrosa – Melhor Primeiro Filme
“A Batalha de Tabatô”, de João Viana

Duas curiosidades:

O Irã condenou o Festival por conceder ao filme do diretor iraniano Jafar Panahi, Close Curtain, o prêmio de melhor argumento. O filme foi premiado no último dia 17 de Fevereiro e é uma em colaboração com Kambuzia Partovi, dissidente e amigo de Panahi. “Close Curtain” é o segundo filme que Panahi faz chegar ao Ocidente desde que ficou proibido de filmar durante 20 anos e condenado a uma pena de prisão de seis anos, proibição e penalização que ocorreram em dezembro de 2010.

Outra curiosidade foi a premiação de melhor ator. Nazif Mujic foi o ganhador do festival de Berlim. Mujic é bósnio, cigano, sucateiro, pai e marido. A premiação surpreendeu o pobre e marginalizado cigano. “Realizei meu sonho 100%”, disse Mujic. Mujic se tornou famoso ao interpretar a si mesmo no filme “An episode in the life of an iron picker”. O filme foi dirigido pelo cineasta bósnio Danis Tanovic e é baseado no difícil cotidiano da vida real de Mujic. “An episode in the life of an iron picker” também contou com a participação da esposa de Mujic, Senada Alimanovic.

Anúncios

Uma opinião sobre “Confira o balanço do Festival de Berlim 2013”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s