Ano novo na praia? Calma, vamos organizar!

Por Camila Konrath.

Sabe aquele momento mega aguardado do ano que tu conseguiu uns dias de folga e vai correr pra praia? Aquela alegria de gastar o décimo terceiro em uma coisa que não é comida nem presente pra família toda? Sim, nós também adoramos. A grande questão é que tem uns detalhezinhos pra arrumar antes de por o pezinho na areia.

É hora de pensar, por exemplo, no que tu vai deixar dentro da GELADEIRA pra não voltar a um reino indesejado: o Reino da Putrefação Geladeirística. Já viu aquela aglomeração de fungos formando trocentas cores e formas esquisitas na comida? Sério é demais, coisa da natureza e tal, mas não queira ver! Tenta consumir tudo que perece até a volta ou deixa pra mãe, pro irmão, pra vó. Se for todo mundo viajar, oferece pra vizinha. E outra… Tu tá cheio ou cheia de panetone guardado que eu sei. Ganhou na festa de fim de ano do trabalho, no clube, ganhou do amigo e claro que ninguém comeu a joça no natal, tava muito calor… Leva tudo pra praia que mar dá uma fome e o panetone vai parecer tão saboroso quanto um sorvete e ainda vai quebrar o galho da fome.

Tá, agora como sair e deixar aquela bem atirada coleção de JORNAIS acumulando na frente do bendito lar? Eu sei que tu não precisa deixar ali, mas é só pra lembrar: corre lá e liga pra transferir o local da entrega, pessoa!

E as janelas? Fechou tudo? Pega a chave da casa da praia (se tiver) e desliga as coisas das tomadas. Já que ninguém vai habitar a casa por alguns dias, tu pode evitar a desagradável surpresa de algo estar queimado na volta. Além disso, sabe aquele pontinho vermelho do desligado que tem nos eletroeletrônicos? O malvado gasta de 15 a 20% de energia consumida pelo aparelho! Um absurdo.

Dica número três. Sempre tenso é o momento de fazer as malas. Claro, ainda é melhor que desfazê-las, mas e a dúvida sobre o TEMPO? Levo casaco? Calça? Será que vou usar sapato de salto ou algum tênis na praia? Já cansei de levar esses itens e não tirar o chinelo do pé. Maaaas, pode chover e tu não vai querer ficar de pé molhado o dia todo, vai? Leva uma meia porque tênis sem ela dá chulé! E prepara aquela roupinha-plano-B-da-virada, caso tu estrague ou suje a oficial. É, eu sei, é difícil…

Não esquece também que no ano novo não se come ave por causa daquela velha e, diga-se de passagem, respeitosa superstição de que aves ciscam para trás e isso não é bom para um início de ano repleto de planos para o futuro (será que ovo também não pode?). Quer sorte e dinheiro? Come uma deliciosa lentilha!

Durante a viagem: agora é a hora, por exemplo, de tu começar a visualizar a coisa toda da festa do ano novo, incluindo aquele tio mala que fica contando o que vai deixar pro ano que vem, fim do mundo, “te vi crescer” com aquele lindo tapão nas costas e todos os outros clichês tradicionais da comemoração em família que, confessa, tem todo um lado bonito. Bebe champagne que dá, mas NÃO DIRIGE, tchê!

Pronto! Um lindo ano novo pra todos nós!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s